A Associação Comercial de Araxá – Acia realizou recentemente a Assembleia Geral Ordinária de prestação de contas do ano de 2019 e do encerramento da gestão 2017/2019. No início do ano passado a entidade já havia realizado a prestação de contas que até então mostrou uma recuperação financeira de mais de um milhão de reais. Desta vez a Acia mostrou que por meio do trabalho e competência de toda a diretoria, conseguiu cumprir o objetivo lançado no início da gestão, de superar as dificuldades e manter a entidade em constante crescimento.

A AGO contou com a presença da contadora da Acia, Roselene Rodrigues, do auditor Warley Dias, do advogado da Acia, Dr. Rodolfo Lemos, do presidente e diretores da Associação, da Câmara da Mulher Empreendedora, Acia Jovem, Aciacred, Câmara Setorial do Distrito Industrial, Fundação Cultural Acia e associados. Na oportunidade os órgãos orbitais também mostraram suas prestações, todos com resultados positivos.

Para o presidente da Acia, Emílio Neumann o trabalho realizado nos últimos três anos foi focado na recuperação. “Cada órgão orbital teve sua autonomia e assim como a diretoria executiva todos trabalharam e contribuíram para esse resultado positivo que todos podem ver hoje tendo sido todas as contas aprovadas pelo nosso Conselho Fiscal” afirmou.

Auditoria

Durante toda a gestão, a diretoria viu a necessidade de contratar uma auditoria independente, tendo em vista o compromisso da Acia com seus associados, e por isso a R&R Auditoria, de Belo Horizonte, foi contratada. De acordo com o auditor Warley Dias, o objetivo desse trabalho é confirmar se os números são fidedignos tanto na parte administrativa como na financeira.

“Nós da auditoria temos o compromisso de avaliar todas as demonstrações contábeis da Acia, começamos em 2016. Avaliamos notas fiscais, contratos, demonstrativos, todos os documentos que são repassados pela contadora para verificar qualquer irregularidade, se tudo está de acordo com a lei e se os números representam a realidade”, explicou Warley.

Warley acrescenta ainda que o parecer atual da auditoria é sem ressalvas e que o trabalho deve continuar sendo realizado da mesma forma. “Em nossa opinião, as demonstrações contábeis apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Acia no dia 31 de dezembro de 2019, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo nessa data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às entidades sem fins lucrativos”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *