Chefe do Executivo disse que respeita a Polícia Civil e que nega, do começo ao fim,
qualquer envolvimento ou responsabilidade com o inquérito em andamento

O prefeito Robson Magela fez um pronunciamento na manhã desta terça-feira, dia 18, acerca da conclusão do inquérito da Polícia Civil que apontou irregularidades na Secretaria de Agricultura de Araxá. Robson e mais 18 pessoas foram indiciadas no curso da operação Ourímetro.

As apurações iniciaram há sete meses pela equipe da Delegacia de Combate a Crimes Rurais em Araxá, quando uma denúncia anônima chegou à Polícia Civil dando conta de um complexo esquema de corrupção na pasta. A PCMG identificou a organização criminosa envolvida em diversos crimes, como crimes de responsabilidade por parte do prefeito municipal, corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica e de documentos públicos/privados, fraude em processo licitatório, fraude processual, estelionato, prevaricação, tráfico de influência, dentre outros. Com a conclusão do inquérito, por parte da Polícia Civil, o procedimento foi entregue ao Tribunal de Justiça em Belo Horizonte, para adoção das demais providências.

O pronunciamento foi feito no Centro Administrativo e o prefeito estava acompanhado por Secretários e assessores. Em virtude do processo correr em ‘segredo de justiça’, a imprensa não pode fazer nenhuma pergunta.

Confira o pronunciamento

“Quanto à nota da Polícia Civil a respeito do caso da Agricultura, eu nego do começo ao fim qualquer envolvimento ou responsabilidade com o inquérito em andamento.

Respeito bastante a Polícia Civil, que teve que realizar o seu trabalho após receber denúncias de meus adversários políticos, porém destaco que eu não cometi nenhum crime e estou com a minha consciência muito tranquila.

Desde o começo da nossa Administração, fui vítima de dezenas de mentiras e calúnias e temos respondido todas com muito trabalho a nossa cidade e a nossa gente.

O desenvolvimento de Araxá e o bem estar das pessoas tem sido o objetivo principal de todo o nosso trabalho.

Na saúde, implantamos as AMES UniNorte e UniSul, que funcionam praticamente como mais duas UPAs na cidade. Ampliamos o número de médicos nos postinhos de saúde, reformamos unidades de saúde e vamos iniciar a construção do hospital municipal para que as pessoas não busquem atendimentos em outras cidades.

Na educação, pela primeira vez na história, entregamos mais de 12 mil kits de material escolar, uniforme completo com tênis para os nossos alunos. Reformamos e ampliamos escolas, aumentamos o número de vagas em creches e estamos construindo mais duas creches e vamos implantar mais salas modulares.

No social, criamos o Programa Renda Básica, Mãos à Obra, Belo Banho e vamos entregar, neste ano, centenas de escrituras de imóveis. Vamos construir a sede própria do Centro de Referência de Atendimento à Mulher Vítima de Violência e vamos implantar o programa de casas populares para quem realmente precisa.

Enfim, foram vários projetos implantados: Captação de eventos para fomentar o comércio, implantação de iluminação de LED em toda a cidade, Redução da passagem de ônibus e gratuidade para estudantes e idosos acima de 60 anos. Além disso, implantamos o videomonitoramento rural e vamos colocar câmeras e portal de detector de metais em todas as escolas e creches de Araxá.

São vários e vários projetos e políticas públicas que já implantamos e que vamos continuar realizando para beneficiar nossa população.

Para finalizar reafirmo a minha inocência e tenho certeza que ao final da apuração tudo será esclarecido e ficará provado que não tenho qualquer responsabilidade a respeito desses acontecimentos.

Aproveito a oportunidade para convidar a população para a reinauguração do Ginásio do Parque das Flores que será realizada nesta quinta-feira, às 10 horas da manhã”.

Robson Magela
Prefeito de Araxá

Comentários estão encerrados