Araxá, 19 de Novembro 2018
Clima Agora
20°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Saúde e Educação

Publicado em:07/06/2018
:: Saúde e Educação :: Programa Saúde na Escola leva informação para estudantes de Araxá
Mais de 8 mil alunos aprendem sobre assuntos diversos, conhecimento que é repassado com teatro, oficinas e brincadeiras

Os trabalhos tiveram início em 2017 e se estenderam durante todo o ano

Os alunos da rede municipal de ensino estão recebendo ações do programa Saúde na Escola, uma iniciativa do Ministério da Saúde com atividades integradas, desenvolvidas em parceria com as secretarias municipais de educação e de saúde. Em Araxá, os trabalhos começaram em 2017, reforçando projetos que já existiam.

De acordo com a Referência Técnica em Saúde da Mulher, Criança e Programa Saúde na Escola, Carla Aparecida Alves Constant, o objetivo é aproveitar o ambiente escolar para levar conscientização sobre diversos assuntos. O programa tem duração de doze meses e nesse período as escolas trabalham temas definidos. Cada cidade pode incluir até dois temas e em Araxá vão ser trabalhadas questões ligadas à prevenção da gravidez na adolescência. “O Programa é muito importante, aborda os temas dentro do contexto que a gente vive e dentro do contexto das escolas. Fortalece as ações que já eram realizadas nas instituições de ensino”, comenta.

As atividades deste ano começaram em abril e vão até março do ano que vem. Serão atendidos 8.584 estudantes de 0 a 18 anos das escolas municipais do perímetro urbano e zona rural. São 21 Centros Municipais de Educação Infantil (Cemeis) e 18 escolas, sendo três de Ensino Médio. As ações são desenvolvidas dentro da escola, no horário de aula. “As informações são repassadas de um jeito bem criativo com teatro, oficina, jogos, palestra. “Falamos de alimentação saudável para as crianças utilizando as artes cênicas, de uma forma bem lúdica, para sair da rotina da sala de aula”, explica Carla.

Todos os Cemeis vão trabalhar o tema alimentação saudável e situação vacinal. Cada escola escolhe os temas de acordo com a prioridade de cada uma. O programa determina que seja criado o Grupo de Trabalho Intersetorial Municipal (GTI-M) com representantes das secretarias de saúde e educação. A cada quatro meses a equipe envia os indicadores para Gerência Regional de Saúde (GRS), em Uberaba. “A parceria com a educação é muito importante, mostra que quando há envolvimento e comprometimento, tem maior empenho dos funcionários, são mais pessoas buscando parcerias. É uma equipe multidisciplinar com os mesmos objetivos, dentro de uma programação com metas a serem cumpridas e qualifica o trabalho, finaliza.