Jornal Araxá
Araxá, 21 de Agosto 2018
Clima Agora
23°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Cultura e Arte

Publicado em:28/08/2014
:: Arte e Cultura :: Juarez Moreira: Arte e Sensibilidade Intrumental na 4ª noite do Festival de Inverno
Público compareceu em bom número para acompanhar shows de qualidade

Público tem prestigiado apresentações no pátio da FCCB

O primeiro domingo do Festival de Inverno de Araxá de 2014 foi especial e único. A quarta noite do evento, foi aberta com o show do músico piauiense, radicado em Araxá, Francisco Uchôa, que surpreendeu a todos com uma seleção de sucessos consagrados da MPB de todos os tempos.

Ele também encantou o público com performances instrumentais e arranjos encorpados, numa perfeita mistura de ritmos. Uchôa, disse: “esse Festival é único e diferente. O evento cresce e se revigora a cada edição. Tem um espaço formidável, é de graça e principalmente dá oportunidade para talentos desconhecidos da grande mídia e ainda resgata os gênios da nossa música instrumental. Nota dez com louvor para esse evento”.

O show de fechamento da quarta noite do Festival, também foi digno de muitos elogios. O show do consagrado músico instrumentista, Juarez Moreira, deixou a plateia em êxtase e arrancou aplausos a cada clássico executado pelas mãos do genial guitarrista.

Com muita energia e uma versatilidade ímpar, Juarez Moreira acompanhado dos também experientes baixista Kiko Mitre e do baterista Neném, fez uma releitura incrível de melodias instrumentais, passando pelo jazz, blues, chorinho, bolero, samba, bossa nova e MPB.

Depois de duas horas de apresentação, o mestre da guitarra, ainda com fôlego juvenil, se mostrou encantado com a estrutura física do Festival e destacou a importância do evento no resgate da verdadeira música instrumental e a promoção da nova safra de talentos musicais: “é uma honra participar desse Festival e saber que no interior, onde as coisas sempre são mais difíceis, ainda tem gente que busca força, coragem e consegue realizar uma maravilha que é o Festival de Inverno de Araxá. Para mim, que sempre tive o compromisso com a música instrumental de qualidade e sempre defendi essa bandeira original, esse evento de Araxá, significa a redenção moral da nossa arte e principalmente o resgate da identidade musical brasileira e dos nossos verdadeiros artistas”, destacou.

Quem acompanhou de perto os shows de Juarez Moreira e Uchôa, também se surpreendeu com a qualidade das apresentações. Seu Eurípedes Benevides Correia, aposentado de 59 anos, disse que: “foi uma noite magnífica. Como é bom poder ver ao vivo gente de tanto talento tocando instrumentos. Adorei mesmo”.

O estudante de publicidade, Enrico Fontes Lisboa, de 23 anos, disse: “os shows desse domingo, mostraram bem a qualidade e a seriedade que este Festival tem para com o público em geral. Hoje pudemos acompanhar e celebrar bem de pertinho a apresentação desse mago da guitarra (Juarez Moreira) e sua técnica apurada de fazer acontecer melodias incríveis daquela guitarra. Sensacional, para mim essa apresentação foi um bálsamo para minha alma. Agora tô bem leve, quase flutuando...”.