Araxá, 22 de Fevereiro 2018
Clima Agora
27°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Cidade

Publicado em:06/02/2018
:: Festa de Momo I :: Nem Secos lança marchinha contra o assédio no carnaval. Saiba Mais...
Banda belohorizontina aborda a questão de forma séria, mas ao mesmo tempo bem humorada. Vale conferir...

Marcinha chama a atenção do folião para um tema de grande importância. Divulgaçã

O Grupo Nem Secos levanta a bandeira contra do assédio sexual neste carnaval. Por ser uma época em que a prática se intensifica, a banda chama a atenção para a questão de forma séria, mas ao mesmo tempo bem-humorada com a marchinha “Não Vem Se Eu Não Quiser”, que está na finalíssima do Concurso de Marchinhas Mestre Jonas, que acontece em BH.

Pela segunda vez consecutiva o Nem Secos está na final do Mestre Jonas. No ano passado, o Grupo apresentou “Homem de Saia”, a favor da livre expressão em relação aos padrões de gênero. Dando continuidade à sua linha de engajamento social, o Nem Secos traz de novo ao tradicional concurso um tema importante nos dias atuais.

Segundo o compositor, Carlos Linhares, esta é uma oportunidade para chamar a atenção do folião de que o direito dele termina quando começa o da outra pessoa. “Mais do que nunca, a questão do assédio deve estar em pauta, sobretudo no carnaval, quando muitos foliões se aproveitam do clima de liberdade para ferir a liberdade de outra pessoa com cantadas invasivas e atitudes desrespeitosas, dando dimensão ainda maior ao grande problema que as mulheres já tem que enfrentar cotidianamente”, explica o músico.

“Respeito é essencial, inclusive no carnaval”, essa é a ideia que as cantoras e atrizes do Nem Secos, Carolina Claret, Luiza da Iola e Alessandra Carneiro, defendem contra as investidas do personagem “folião assediador”, representado por Pablo Campos, repetindo a performance que levantou o público na semifinal no Parque Municipal.

“Não Vem Se eu Não Quiser” foi gravada no Centro Cultural Nem Secos com produção de Luã Linhares e a participação de Leonardo Clementine (guitarras e baixo), Pablo Campos (bateria e surdo), Carolina Claret (voz) e Talita Cordeiro (voz). A marchinha está disponível nos links abaixo, para quem quiser ouvir, baixar e juntar sua voz ao coro pelo direito de cada um se divertir no carnaval sem sofrer nenhum tipo de assédio.

Youtube: www.youtube.com/watch?v=NW04y69f59Y&feature=youtu.be

C/ Agências