Araxá, 21 de Novembro 2017
Clima Agora
21°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Saúde e Educação

Publicado em:08/11/2017
:: Saúde e Bem Estar :: Projeto “Escola da Coluna” retoma atendimentos a trabalhadores em Araxá. Entenda...
Em funcionamento na Unileste, Uninorte e Uniaraxá, projeto aplica o método do Pilates na reabilitação da coluna vertebral

Demanda reprimida nas Unidades de Saúde motivou a realização do projeto

O método do Pilates no tratamento de problemas na coluna vertebral é um serviço retomado pela Prefeitura neste mês de outubro para melhoria da saúde dos trabalhadores. O projeto intitulado “Escola da Coluna” passou por novo processo licitatório em setembro para contratação de cinco fisioterapeutas com especialização em Pilates: quatro atuantes no atendimento e um coordenador com mestrado e doutorado - devido ao projeto também ter cunho científico. Os atendimentos são realizados na Unileste, Uninorte e no Uniaraxá por meio de parceria com liberação de espaço físico e aparelho apropriado.

Para a inclusão no projeto, os interessados devem ser trabalhadores formais ou informais com diagnóstico de coluna vertebral (cervical, torácica ou lombar) e ter encaminhamento médico na guia própria do SUS. Munido da documentação, os interessados podem procurar a Secretaria Municipal de Saúde ou os fisioterapeutas das unidades para avaliação inicial.

A fisioterapeuta Ritta de Cássia Borges, Referência Técnica em Fisioterapia, detalha que o projeto foi implantado em maio de 2016 com vigência de 12 meses. A nova etapa, iniciada em outubro, tem a mesma duração. O objetivo é otimizar o atendimento relativo a problemas na coluna lombar, cervical ou torácica, que geravam filas de espera nas unidades de saúde do município.

“Havia uma demanda reprimida muito grande com lista de espera nas unidades, então surgiu a ideia de montar um projeto ligado à saúde do trabalhador, associado ao Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest). Esses pacientes são acompanhados através de exercícios de Pilates e aulas educativas, para que ao final de seis meses, o paciente siga as orientações dos profissionais e consiga melhorar seu condicionamento para o que o problema não retome”, explicou.

Destaque científico

A notoriedade da “Escola da Coluna” extrapolou as salas de atendimento do município e esteve, recentemente em apresentações científicas: o projeto foi apresentado em outubro no 6º Seminário Internacional em Promoção da Saúde, realizado em Fortaleza; e recebeu menção honrosa ao ser apresentado em Roda de Conversa durante o 8º Simpósio em Saúde, realizado em setembro, na Faculdade de Odontologia de Araçatuba, UNESP.

Balanço anual

Durante o primeiro ano de funcionamento, a Escola da Coluna realizou 312 avaliações e 5.061 procedimentos fisioterapêuticos, sendo 1.291 na Uninorte, 893 na Unileste, 1.154 na Unisa e 1.753 no Uniaraxá. Os participantes passaram por tratamento utilizando o método pilates e de Reeducação Postural Global (RPG), além de participarem de palestras educativas abordando temas sobre anatomia e fisiologia da coluna vertebral, alimentação saudável, ergonomia e atividade física.