Araxá, 23 de Outubro 2017
Clima Agora
26°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Polícia

Publicado em:06/10/2017
:: Plantão Policial :: PC desarticula organização criminosa que atuava na zona rural
Acusados foram presos em cidades de Minas Gerais e Goiás. PC recuperou cavalos, bois e 132 cabeças de gado

Acusados foram encaminhados para o Presídio Regional de Araxá

A Policial Civil de Minas Gerais desencadeou na manhã de quinta-feira, dia 5, a operação denominada de “Rei do Gado” que culminou com a desarticulação de uma organização criminosa que agia no roubo e furto de gado, equipamentos agrícolas e produtos nas propriedades rurais de várias cidades de Minas Gerais e Goiás. A operação especial foi deflagrada pela 2ª Delegacia Regional de Araxá, chefiada pelo delegado Dr. Vitor Hugo Heisler e o delegado Dr. Conrado Costa da Silva da Delegacia de Furtos e Roubos e contou ainda com a participação do delegado Dr. Heli Andrade (Grilo), e investigadores do 5º Departamento de Uberaba.

De acordo com informações da Polícia Civil, a organização estava sendo monitorada a cerca de três meses, pelos investigadores Rodrigo e Arthur da Delegacia de Furtos e Roubos da Regional de Araxá. Os mandados de prisão e de busca e apreensão foram expedidos pela Vara Criminal e Ministério Público de Araxá. Os acusados foram presos nas cidades de Perdizes, Uberlândia, Catalão/GO e Três Ranchos em Goiás.

As equipes policiais prenderam, até o momento, 10 pessoas e conseguiram recuperar cerca de 132 cabeças de gado, sendo 09 cavalos, 02 bois e 121 vacas, 03 tratores, 03 tanques de leite, além de eletrônicos como TVs e objetos que foram levados pela organização em suas ações nas fazendas como arreios e outros objetos.

O gado localizado ainda se encontrava com as marcas de seus proprietários, que foram vítimas da organização. Foram aprendidos 01 caminhão e 01 caminhonete Amarok, 01 caminhonete F1000, que eram utilizados pela organização no transporte do gado e tratores, além de outros bens.

A operação contou com delegados e policiais civis de Araxá, Perdizes, Ibiá, Nova Ponte e Uberaba. Os presos, materiais e produtos localizados foram encaminhados para o presidio da cidade de Araxá, onde vão ficaram a disposição a justiça.

C/ PC