Araxá, 23 de Outubro 2017
Clima Agora
26°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Política

Publicado em:20/09/2017
:: Recursos Federais :: Prefeito garante verba para equipar UPA após visita a Brasília. Saiba Mais...
Estimativa de inauguração é para outubro e despesas eventuais com equipamentos deverão ser arcadas pelo município

Recursos foram viabilizados pelos deputados Mario Heringer e Bilac Pinto

A agilidade dá continuidade à busca de recursos em esferas federais, pelo prefeito Aracely de Paula, para a instalação de equipamentos que viabilizarão o funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Alzira Rodrigues Duarte – que se encontra com a obra finalizada.

Após visita a políticos em Brasília, o gestor municipal afirma que a nova Unidade de Saúde - UPA – entra em funcionamento ainda no mês de outubro próximo. Os recursos para equipá-la foram viabilizados por intermédio dos deputados federais Bilac Pinto e Mário Heringer.

“Na questão da busca de recursos, posso dizer que nossa visita foi altamente satisfatória. Temos uma emenda do deputado Mário Heringer, de R$ 1,750 milhão que cobrirá diversas etapas da compra de equipamentos. Tínhamos também uma participação do deputado Bilac Pinto no valor de R$ 1,4 milhão. Levado ao conhecimento do ministro da Saúde, Ricardo Barros, ficou constatado que pela posição da UPA de Araxá não é possível a liberação desse valor, mas sim a quantia de 1 milhão, dentro da emenda do deputado Bilac Pinto.

O montante deverá ser aplicado na aquisição de equipamentos para a unidade de urgência e emergência geral, como: aspiradores, balanças, bebedouros, purificadores, cadeiras de roda, camas e macas hospitalares, carros, escadas, mesas, negatoscópio, poltronas hospitalares, suporte de soro, ultrassom para diagnósticos, ventiladores pulmonares,etc.

O Prefeito Aracely assegura que a Prefeitura está apta para cobrir eventuais despesas necessárias para que a Unidade comece a funcionar o mais breve possível.

“Levei a conhecimento de todos que se o Governo Federal ou o Ministério da Saúde não puderem bancar todos os custos dos equipamentos, a Prefeitura arcará com o restante necessário. Considero praticamente resolvido o problema financeiro para essa finalidade – montagem interna da UPA - que deve ficar entre R$ 3 e 4 milhões. Pedimos agilidade e, em nosso entendimento, espero que dentro de pouco mais de um mês ela entre em operação. Uma das situações que tem atrasado é justamente a parte burocrática, então isso tem prejudicado um pouco. Estamos cuidando e investindo para a profissionalização da gestão da UPA, o que a credenciará para aquisição de mais recursos”, acrescenta o prefeito.