Araxá, 23 de Outubro 2017
Clima Agora
26°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Agronegócios

Publicado em:16/08/2017
:: De Olho no Campo :: Produção mineira de grãos ultrapassa 14 milhões de toneladas. Confira...
Volume recorde tem crescimento de aproximadamente 20% em relação à safra anterior

Ganho na produção é resultado do aumento da produtividade nas lavouras

A produção mineira de grãos alcançou volume recorde de 14,1 milhões de toneladas na safra 2016/2017. Com o período de colheita encerrado no mês de junho, o volume confirmado é 19,8% superior à safra passada. A área plantada também registrou crescimento de 2,4%, alcançando 3,4 milhões de hectares. Os números fazem parte do 11º levantamento de safra da Conab e foram analisados pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Segundo o superintendente de Abastecimento e Economia Agrícola João Ricardo Albanez, esse ganho na produção é resultado do aumento da produtividade das lavouras.

“A utilização de tecnologia está presente não só em máquinas e implementos, mas também em sementes, nos sistemas de cultivo, além do uso da irrigação. As condições climáticas favoráveis nesta safra somadas à adoção de tecnologias também foram fundamentais para este resultado”, analisa Albanez.

A produção total de milho, no estado, foi de 7,6 milhões de toneladas, com crescimento de 28,1% em relação à safra anterior. A área plantada com o grão alcançou 1,3 milhão de hectares (+5,7%) e a produtividade deve ser de 6 mil quilos por hectare (+21,2%).

A produção de soja alcançou 5 milhões de toneladas (+6,7%), numa área plantada de 1,5 milhão de hectares e produtividade de 3,4 mil quilos por hectare (+7,6%).

O milho contribui com 54% da safra de grãos no estado e a participação da soja é de 35,5%. Os dois produtos, somados, representam quase 90% da produção mineira de grãos.

“Soja e milho têm uma importância estratégica para a pecuária mineira, com participação expressiva na formulação das rações. Resultados positivos na produção destes dois cereais asseguram fontes de proteínas (carnes, ovos, leite), além de serem matérias-primas para a produção de óleos vegetais”, explica o superintendente.

Em relação à exportação dos grãos, soja e milho têm destinos diferentes. Enquanto mais de 95% do milho cultivado no estado são destinados ao consumo interno, cerca de 40% da soja são exportados.

No período de janeiro a julho deste ano, os principais países importadores da soja mineira foram a China (72,5%), Tailândia (6,5%) e Holanda (4,3%).

Outros produtos, apesar de menor representatividade, contribuíram para a produção recorde de grãos, como o sorgo, que registrou crescimento expressivo (+91,2%). De acordo com o superintendente João Albanez, esse índice foi estimulado pelo crescimento do plantio do grão na segunda safra, que é realizada nos meses de fevereiro a março.

“Como existe a possibilidade de veranicos neste período, as regiões do Triângulo Mineiro, Noroeste e Alto Paranaíba estão investindo no sorgo como alternativa ao milho por ser mais resistente à falta de chuva característica do período”, explica Albanez.
Além da soja, milho e sorgo, vários outros itens que compõem a safra de grãos no estado também registraram crescimento.

Safra Grãos MG 2016/2017

Milho
– 7,6 milhões de toneladas (+28,1%)

Soja
– 5 milhões de toneladas (+6,7%)

Sorgo
– 666 mil toneladas (+91,2%)

Feijão
– 544 mil toneladas (+4,7%)

Trigo
– 230 mil toneladas (+5,2%)

Girassol
– 13 mil toneladas (+94%)

Amendoim
– 9,4 mil toneladas (+23,7%)

Arroz
– 15 mil toneladas (Mesma produção da safra anterior)