Araxá, 23 de Outubro 2017
Clima Agora
26°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Turismo

Publicado em:11/08/2017
:: Especial Turismo :: Café, Cachaça, Queijo e Doce: Araxá ganha circuito turístico rural
São quatro roteiros surpreendentes que apresentam os costumes, sabores, as riquezas e paisagens do município

São oito destinos selecionados para projeto de resgate e valorização turística

Araxá é reconhecida pela sua gastronomia, com produtos premiados internacionalmente e sua culinária sempre destacada pelos melhores “chefs” do mundo. Para explorar esse grande atrativo, a Prefeitura de Araxá iniciou o projeto “Empreendendo o Turismo no Espaço Rural”. Uma proposta que visa potencializar o que existe de melhor na mais conceituada gastronomia do país.

Com oito destinos que vão levar os visitantes a conhecer os processos de produção dos premiados cafés, cachaças, queijos e doces da região, Araxá ganha um novo circuito turístico. O projeto conta com quatro roteiros rurais que vão oferecer experiências que desvendam riquezas, costumes, cultura, sabores e paisagens que encantam e surpreendem.

Com suas águas termais e o Grande Hotel do Barreiro, um dos maiores e mais belos do país, que já atraem hospedes para usufruir do local como fonte de descanso, o turismo rural promete agregar ainda mais no interesse de agências de viagens internacionais em promover Araxá como um dos melhores destinos para quem busca cultura, tranquilidade e uma alta gastronomia.

O projeto contempla empreendimentos rurais com produtos de destaque em nível nacional e internacional e com estrutura para receber turistas de toda a parte do país e do mundo.

A superintendente da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovações Tecnológicas, Régia Côrtes, relata que o principal objetivo é proporcionar mais uma fonte de visitação turística na cidade. “A potencialidade do turismo rural é crescente no Brasil, e Araxá precisava de um projeto integrado e muito bem focado para que a partir deste ponto se possa explorar de maneira sustentável todas as suas potencialidades no meio rural. Vamos iniciar com oito propriedades rurais já credenciadas para o início do projeto, mas poderemos ampliá-lo e criar outros destinos. Temos uma culinária, uma gastronomia, muito rica e certamente vamos incluir novos roteiros que vão atrair ainda mais turistas para a cidade”, explica.

Régia conta que uma rede será criada com intuito de divulgar as potencialidades turísticas e levar os grupos pequenos e médios para vivenciar experiências reais em locais como fazendas, sítios, ou cachoeiras particulares. “O turismo rural é uma modalidade turística que tem por objetivo permitir um contato mais direto e genuíno com a natureza, com a agricultura e as tradições locais, através da hospedagem domiciliar ou visita em ambiente rural e familiar. O turismo no espaço rural constitui uma atividade geradora de desenvolvimento econômico para o mundo rural quer por si só, quer através da dinamização de muitas outras atividades econômicas que dele são originárias e que com ele se interagem”, destaca a superintendente.

Ela acrescenta que o turista deseja fugir da rotina, do seu cotidiano, das suas paisagens diárias, para experimentar outras formas de lazer. “Nesse sentido, buscamos incluir no projeto empreendimentos rurais que oferecem a oportunidade ao turista de explorar e de avaliar seu próprio modo de ser, de cuidar ou melhorar a saúde, de descansar, conhecer novos lugares, costumes, culturas e termos regionais e conhecer belos locais. Temos muitos locais na nossa região que proporcionam essas experiências, como por exemplo, a Fazenda Asa Branca fabricante da cachaça “Segredo de Araxá” e da cachaça “Carnaval”; o Sitio Real com a criação de gado Jersey, e produção de queijo, iogurtes, manteiga e doce de leite; a Fazenda Só Nata fabricante do Queijo Minerim AH; a Fazenda Barinas com a produção de cafés especiais, dentre outros”, reitera a superintendente.