Araxá, 23 de Novembro 2017
Clima Agora
23°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Política

Publicado em:19/05/2017
:: Política :: Comitiva se reúne em Brasília para discutir Cursos do Pronatec para Araxá
Aracely de Paula, Lídia Jordão e o vereador Emílio Castilho cobraram a inclusão de Araxá no programa do Governo Federal

Parlamentar luta para que Araxá receba cursos do Pronatec este ano

O vereador Emílio de Paula Castilho esteve em Brasília onde participou de audiência na Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica/SETEC. O assunto em pauta foi a não inclusão de Araxá na relação de municípios contemplados pelo Governo Federal com Cursos do Pronatec. O encontro foi com a secretária Dra. Eline Neves Braga Nascimento e equipe técnica da referida secretaria. O prefeito Aracely de Paula, a vice Lidia Jordão, a secretária de Governo Lucymare Ávila e o assessor de Relações Interinstitucionais, Rubens Herbert também participaram do encontro.

Autor do pedido de audiência na capital federal, o que foi viabilizado pelo deputado federal Mario Heringer, o vereador Emílio de Paula Castilho abriu o encontro demonstrando grande preocupação com o fato de Araxá não participar do programa federal desde 2015 quando foram destinadas 150 vagas para o município. Ele destacou que em 2016 e 2017 a cidade não foi contemplada, ao contrário de municípios como Patos de Minas, Uberaba e Uberlândia que mantiveram o número de vagas de anos anteriores.

Emílio destacou ainda, que Araxá é uma cidade polo a nível microrregional e que as referidas vagas contemplariam as cidades do entorno de Araxá. O prefeito Aracely de Paula e a vice-prefeita Lídia Jordão Rocha da Cunha também demonstraram preocupação com o fato e, assim como o parlamentar, solicitaram a inclusão de Araxá na relação dos municípios contemplados.

Ministério da Educação

Em nome do Governo Federal, a secretária Eline Neves Braga Nascimento explicou que a destinação de vagas do Pronatec para os municípios brasileiros seguiu diretriz encaminhada pelos próprios ministérios. De acordo com ela cabe à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, a validação das vagas e não a indicação dos municípios beneficiados.

Ela explicou também que muitas vagas não serão preenchidas a nível nacional e que as mesmas serão remanejadas para outros municípios do País, inclusive com um novo edital já para o segundo semestre de 2017.

Ao final da audiência, ficou acertado que a Prefeitura Municipal de Araxá, via Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Inovações Tecnológicas em conjunto com gabinete parlamentar do vereador Emilio de Paula Castilho fará um relatório detalhado com os números e as necessidades de Araxá em termos de cursos técnicos e de qualificação profissional para encaminhamento ao Governo Federal.