Araxá, 23 de Abril 2017
Clima Agora
16°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Agronegócios

Publicado em:07/04/2017
:: Agronegócio :: Concurso escolhe o melhor Queijo Minas Artesanal da região de Araxá. Confira...
Vencedores estão classificados para concurso estadual que acontece em Belo Horizonte, no final de junho

Os primeiros colocados do concurso realizado em Araxá. Foto Governo de Minas

Os nomes dos cinco vencedores do 11º Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal da região de Araxá foram divulgados na quarta-feira (05). São eles: Reinaldo Antônio de Lima (1º lugar) e Alexandre Honorato (2º lugar), ambos do município de Araxá. Os 3º, 4º e 5º lugares ficaram, respectivamente, com Luiz Carlos do Prado, Carlos Domingos dos Passos e Antônio Onofre dos Passos. Todos do município de Ibiá.

Pelas regras do concurso, os cinco primeiros lugares estão agora automaticamente classificados para o Concurso Estadual de Queijo Minas Artesanal, que deverá acontecer em Belo Horizonte, no final de junho.

O 11º Concurso Regional do Queijo Minas Artesanal foi realizado durante a programação da Exposição Agropecuária, Comercial e Industrial de Araxá ExpoAraxá. O evento teve a participação direta da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Presente no concurso, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Pedro Leitão ressaltou a produção mineira. "O Queijo Minas Artesanal faz parte da nossa cultura e precisa ser valorizado cada vez mais. O Governo de Minas Gerais tem procurado incentivar a produção de qualidade e a comercialização dessa iguaria, por meio de concursos, como esse de Araxá, e com a capacitação de técnicos e produtores. Isso tem agregado valor ao queijo produzido em Minas e levado ao consumidor um produto de qualidade", destacou.

A microrregião de Araxá é composta por 11 municípios produtores do Queijo Minas Artesanal: Araxá, Campos Altos, Conquista, Ibiá, Perdizes, Pedrinópolis, Pratinha, Sacramento, Santa Juliana, Tapira e Uberaba.

Características do queijo

O Queijo Minas Artesanal mantém as características de produção artesanal, a partir de mão de obra familiar, com produção em baixa escala e utilização de leite cru (não é permitido leite pasteurizado). Ele é apreciado graças ao conhecimento passado entre gerações e às suas características peculiares. O modo artesanal da fabricação foi registrado como patrimônio cultural imaterial brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

O Queijo Minas Artesanal é fabricado no Estado em sete microrregiões caracterizadas: Araxá, Campo das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo mineiro. O reconhecimento das regiões é respaldado por estudos que avaliam o processo de fabricação e as características peculiares do local de origem, como a história, a economia, a cultura e o clima, entre outros.

A Emater-MG orienta os produtores sobre adequações das queijarias, currais e anexos, obtenção higiênica do leite, tratamento de água, controle sanitário do rebanho, boas práticas agropecuárias, boas práticas de fabricação e exigências da legislação vigente. A empresa também exerce um papel importante na mobilização e organização dos produtores.