Araxá, 23 de Setembro 2017
Clima Agora
21°

Pesquisar

Você está em

Notícias

Polícia

Publicado em:03/04/2017
:: Plantão Policial :: PC prende homem de 18 anos acusado de estupro e roubo em Ibiá. Entenda...
Crime ocorreu em agosto de 2016 e prisão ocorreu após exame de DNA que atestou positivo para identificação do acusado

Acusado foi encaminhado para o Presídio Regional de Araxá. Foto PC

A Polícia Civil de Minas Gerais prendeu na manhã de sexta-feira, dia 31, um homem de 18 de anos no município de Ibiá. Ele é apontando nas investigações como sendo o autor de um roubo à mão armada, seguido de estupro ocorrido naquele município.

De acordo com a assessoria de Comunicação da Polícia Civil, o mandado de prisão expedido pelo Judiciário e Ministério Público de Ibiá, foi cumprido pela 10ª Delegacia de Polícia Civil de Ibiá, sob o comando do delegado Dr. André Luiz Campos, a qual é integrada a 2ª Delegacia Regional de Araxá, chefiada pelo delegado Dr. Vitor Hugo Heisler, e pelos investigadores Danilo Roberto, Camilo de Paiva, José Guilherme, Isabela Guerra, Larissa de Oliveira.

O crime ocorreu no início da tarde do dia 30 de agosto de 2016, por volta de 12h, onde, na ocasião, o investigado adentrou de posse de uma arma de fogo no escritório onde a senhora de 53 anos trabalha, amarrou a vítima e cometeu o assalto. Em seguida vasculhou todo o local em busca de valores, como não encontrou nada e mediante força física e grave ameaça, estuprou de forma violenta a vítima.

No dia do fato, ainda de acordo com a Polícia Civil, o investigado foi abordado trajando roupas similares às descritas pela vítima, ele chegou a ser conduzido pela Polícia Militar de Ibiá à delegacia de Polícia Civil, porém como a vítima se encontrava em estado de choque, foi colhido material de sua pessoa para exames de DNA. Em seguida o mesmo foi liberado, por não haver naquele momento, indícios suficientes para que pudesse comprovar que ele seria o autor do crime.

A equipe de investigadores no decorrer das investigações e com a vítima mais calma, conseguiu elementos comprobatórios que identificou ser ele o autor dos crimes, sendo um deles o resultado positivo de DNA, fornecido pelo instituto de criminalística da Polícia Civil de Belo Horizonte. Confrontado com o material fornecido pela vítima, de acordo com o laudo, a possibilidade de o suspeito ser realmente o autor é de 6.100.000.000.000.000.000.000.000 (aproximadamente seis septilhões) vezes, maior que a possibilidade de o autor ser outra pessoa.

O investigado foi preso nesta data e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil de Ibiá para prestar depoimento, e posteriormente encaminhado até o Presídio de Araxá, onde permanecerá preso, ficando a disposição da justiça.